terça-feira, 27 de julho de 2010

Aquele algo...



















Dentro de mim bem la no fundo eu ouço o meu eu me dizer o que fazer, sinto que ele almeja uma grande mudança antes que ambos venhamos a sumir, ele grita por algo, e eu fico ancioso por algo que vai acontecer mas que eu não torno real...
Isso dói em mim e com isso fico com a sensação de que estou sem um pedaço de mim.

Ele...








Há muito que não encontrava alguém como ele, muitos anos se passaram até que eu pudesse ter ao meu lado
alguém como ele. E de alguma maneira fiquei apaixonado quando percebi a proximidade a qual estava entre
nós, uma proximidade que eu achava que nunca fosse ter novamente. Eu com certeza sentia muita falta disto, isso aumentava minha carência me deixava triste e deprimido pois eu via que todos tinham tal coisa e as pessoas mais velha me parecia que tinha perdido ja que as mesmas agora estavão casadas e algo como essa proximidade não importava mais... me sinto feliz por ainda tê-lo perto de mim, mas sei que algum dia ele vai embora e agora sinto um certo cansaço ao nosso redor... mas tudo bem é necessario ficar um pouco longe só isso.

Amo muito essa relação, por que é raro ter um amigo em quem se confiar e que não te traia.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Sempre assim,


























Lágrimas depressivas

É assim todo o dia
O sol clareia brando
A lua suaviza meu pranto
Medito sobre minha vida vazia

Lágrimas de suplício
Lágrimas geladas...
Lágrimas desperdiçadas...
Tentando aliviar meu martírio

E eu odeio tudo isso
Odeio sentir essa tortura
Ser seguida por essa amargura
Até já tentei suicídio

Minha lamúria
Meu terror que queima minha alma
Minha mortificação que não me deixa ter calma
Minha eterna fúria

Lágrimas...
Lágrimas de dor
Lágrimas sem amor
Mágoas...

Tentei me afogar
Nessa lamentação inútil
Nesse lamento fútil
Na bruma que disfarça o mar

Mas isso não me protegeu
Só me trouxe mais aflição
Só trouxe minha crucificação
Mas isso não me abateu

Pois, assim como eu
Nesse mundo profano
Sufocado nesse desejo insano
Muita gente morreu...

Nessa imortal depressão

Fonte:  http://poemasgoticos.zip.net/

sábado, 17 de julho de 2010

Eles não são como eu pensei que fossem.


















No começo quando os conheci achei que todos me amassem... engano o meu com certeza. Depois pensei que eles só me aceitassem e isso ja era bom, era uma vitória para mim. Mas ao decorrer desses 3 anos que se passaram eu pude perceber quem eles eram e que eu era só um fato corriqueiro, não que eu quisesse ser o centro do mundo deles, nunca quis isso, a atenção deles até me deixava feliz, por quê me era algo importante todos eles, E com o decorrer dos dias eu vi as facetas de todos eles, suas verdade, suas mentiras e sua falsidade. 
E com isso eu pude me desligar deles, com isso eu pude deixa-los para trás... mas eu não consigo acreditar em como isso ainda parece importante para mim e em como isso parece me ferir quando estou perto deles e sinto a sensação do afastamento mutúo, eu sei que estou certo nisto, afinal para que eu deveria querer ter esse tipo de pessoas perto de mim? Pessoas que na verdade não estão nem ai para mim? 
Com certeza é muito melhor estar sozinho a ter pessoas que só se fazem parecer suas amigas e que no fundo não estão nem ai para você e para o que você sente e que falam de você pelas costas e que mesmo através dos meios de contatos disponiveis como internet e outros nem se dão ao trabalho de te procurar para falar com você e quando te veêm tem a capacidade de falsamente dizer que estão com saudade de você...

Assim como um amigo me disse a semanas atrás nós temos de dançar conforme a musica. E acredito que os amigo de verdade tentam estar perto de alguma forma sempre. E tentam manter o laço sempre.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Learn To Be Lonely - The Phantom Of Opera

video




Child of the wilderness
Born into emptiness
Learn to be lonely
Learn to find your way in darkness
Who will be there for you?
Comfort and care for you?
Learn to be lonely
Learn to be your one companion

Never dream

That out in the world
There are arms to hold you
You've always known
Your heart was on it's own

So laugh in your loneliness

Child of the wilderness
Learn to be lonely
Learn how to love
Life that is lived
Alone

Learn to be lonely

Learn to be your one companion

Never dream

That out in the world
There are arms to hold you
You've always known
Your heart was on it's own

So laugh in your loneliness

Child of the wilderness
Learn to be lonely
Learn how to love
Life that is lived
Alone

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Sinto saudades de você que nunca existiu...























Hoje o dia nasceu com cor de saudade, com gosto de lagrimas,
O dia raiou ja delineando minha dor. Cortando meu coração com a navalha da espera.
Nesse interim eu senti sua falta,
Queria de volta seu abraço na noite fria o qual você nunca me deu,
Quis seu beijo no meu momento de solidão, o qual nunca recebi,
Queria que você me confortasse quando eu dissesse que s trevas avassaladoras do mundo estão me encobrindo, conforto que você nucan me deu,
Queria que no dim de mais um dia de trabalho eu pudesse te abraçar ao chegar em casa, lugar este onde você nunca esteve,
Queria ao menos discutir com você nos momentos de turbulência do nosso amor, que nunca deu sinais de existir,
Queria voltar aquele bar com você, onde chamais estivemos.
Queria que você ao menos existisse.